Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Geração

Geração Hidráulica
 
A experiência adquirida a partir de 1996, como integrante de consórcios construtores na qualidade de projetista tornou possível a implantação, com sucesso, da UHE Itá (1.450MW), entre os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, no Rio Uruguai, cuja geração comercial teve início em junho de 2000. A seguir a Engevix participou da implantação da UHE Dona Francisca 125 MW no Rio Jacuí - Estado do Rio Grande do Sul, cuja construção se iniciou em agosto de 1998, com geração comercial em abril de 2001. Foi também sua primeira participação como acionista, com 2,12% das ações.

Foram então implantados, de forma praticamente simultânea, a UHE Quebra Queixo (120 MW), no rio Chapecó entre abril de 2001 e janeiro de 2004; a UHE Barra Grande (690 MW), no rio Pelotas, entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul (de julho de 2001 a maio de 2006) e Campos Novos (880 MW) no rio Canoas, estado de Santa Catarina, entre julho de 2001 e maio de 2007. A UHE Itapebi (450 MW) no rio Jequitinhonha-BA foi construída entre setembro de 1999 e janeiro de 2003. A UHE Monte Claro (130MW), integrante do CERAN - Companhia Energética Rio das Antas, no Rio Grande do Sul, foi implantada entre abril de 2002 e janeiro de 2005. Neste período, portanto, a Engevix participou de consórcios de implantação de usinas hidrelétricas que totalizaram 3.820 MW e que tiveram como característica comum o fato que, em todas elas, a Engevix participou do desenvolvimento do empreendimento até a licitação da sua concessão, e posteriormente de sua engenharia básica e executiva. Este modelo produziu importantes frutos nos cinco anos que se seguiram.

Atuando como participante de consórcios construtores, e assumindo a responsabilidade, não só por projetos executivos, mas também por auxiliares eletromecânicos das usinas, a Engevix participou ou participa da implantação de Usinas Hidrelétricas no Brasil totalizando cerca de 65 GW.

Emblemática, por ser a primeira usina hidrelétrica inteiramente concebida, construída e de propriedade do Grupo Engevix, a UHE Alzir dos Santos Antunes homenageia o pai de seu principal idealizador, o eng. José Antunes Sobrinho.

Com 74 MW de potência, situa-se no rio Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e foi implantada em um prazo recorde para usinas deste porte - 28 meses de obras, com suas duas unidades geradoras tipo Francis, com potência nominal de 37 MW e 70 m3/s de engolhimento de água. Barragem de enrocamento em face de concreto com 420 m de comprimento e 80 m de altura máxima e vertedouro lateral de soleira livre, é simbolo do espírito empreendedor do Grupo Engevix.

Geração Térmica

A experiência adquirida pela Engevix na implementação de empreitadas integrais de usinas térmicas iniciou-se com a co-geração da FAFEN - Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados em Camaçari, na Bahia. Através de um contrato com a Rolls-Royce, fornecedora da ilha de potência, a Engevix forneceu todos as instalações e equipamentos complementares para a operação da unidade, que hoje opera em ciclo combinado.

Este projeto pioneiro foi seguido pela implantação da TERMO CEARÁ em prazo inferior a um ano. Trata-se de empreendimento com duas turbinas Pratt&Whitney, aero-derivadas, operando a gás natural (e posteriormente convertidas a diesel e gás natural). O cliente foi a TERMO CEARÁ, que, na primeira fase era de propriedade da MPX e posteriormente foi vendida para a Petrobras, sob cuja supervisão foi feita a conversão para diesel. Os projetos mais recentes em implantação são Serra do Navio, com 24 MW para a AMAPARI Energia Ltda, Sapeaçu I e II com 298 MW para a MultinerGlobal I e II, com 296 MW todas com motores ciclo diesel-óleo combustível.